Clique nos ícones para visualizar os conteúdos.

Observados os termos e limites previstos no Regulamento do Plano A-1, bem como respeitados os limites de área de abrangência geográfica, rede credenciada, prazos de carência ou qualquer tipo de relação entre a Saúde BRB e os prestadores de serviços de saúde, o Plano cobre:

– Assistência ambulatorial: consultas ilimitadas, exames e procedimentos cirúrgicos ambulatoriais;
– Assistência hospitalar com ou sem obstetrícia;
– Assistência odontológica;
– Assistência social;
– Assistência a portadores de deficiências físicas e mentais;
– Programas de prevenção;
– Internações (acomodação em apartamento) e procedimentos cirúrgicos;
– Remoções (simples ou com UTI);
– Reembolso de medicamentos de uso contínuo para doenças crônicas;
– Consultas ou sessões com nutricionista, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicólogo e fisioterapeuta;
– Procedimentos especiais, como quimioterapia, radioterapia, hemodiálise, hemoterapia.

– Enfermagem e consultas em domicílio;
– Fornecimento de próteses, órteses e acessórios não ligados ao ato cirúrgico;
– Implantes dentários;
– Intervenções cirúrgicas ou clínicas com fins estéticos;
– Inseminação artificial;
– Tratamentos não reconhecidos pelos Conselhos Médicos e Odontológicos ou que não possuam indicação pela ANVISA (uso off label);
– Outros relacionados no Regulamento.

Doenças ou lesões preexistentes são aquelas das quais o beneficiário saiba ser portador no momento da adesão ao plano de saúde. Ao aderir ao Plano, o beneficiário deverá preencher e assinar uma Declaração de Saúde, na qual deverá informar, por si e por seus dependentes, ser ou não portador dessas lesões.

Caso a adesão ao Plano ocorra até o 30° dia a partir da vinculação à Associada Patrocinadora contratante, o beneficiário não será submetido à cobertura parcial temporária, que consiste na suspensão, por até 24 meses ininterruptos a partir da adesão ao Plano, da cobertura de procedimentos de alta complexidade (cirurgias e leitos de alta tecnologia) relacionados exclusivamente a doenças ou lesões preexistentes.

Estará sujeito, portanto, à cobertura parcial temporária o beneficiário que aderir ao Plano após 30 dias da vinculação com a Associada Patrocinadora e alegar ser portador de doenças preexistentes.

Caso seja identificado indício de fraude por omissão de doenças ou lesões preexistentes no ato da adesão, o beneficiário estará sujeito às penalidades previstas no Regulamento.

As coberturas mínimas são definidas por meio do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado e atualizado bienalmente pela Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, com a participação de membros da sociedade civil, associações de classe dos profissionais de saúde e representantes das operadoras de planos.