Clique nos ícones para visualizar os conteúdos.

REMOÇÕES

A remoção consiste no deslocamento do paciente para outra unidade de saúde quando caracterizada falta de recursos oferecidos pela unidade para a continuidade da atenção ao paciente ou para internação. Somente será realizada mediante consentimento do beneficiário ou de seu responsável e sempre com autorização médica.

A Saúde BRB garante cobertura para remoções terrestres, simples ou com UTI, exclusivamente em território brasileiro, entre estabelecimentos de saúde localizados dentro da área de atuação do Plano. A remoção será coberta para o deslocamento do paciente entre estabelecimentos de saúde.

Caso o beneficiário, durante o cumprimento do prazo de carência, necessite de atendimento de urgência ou emergência por mais de 12 horas ou de internação, sua remoção é garantida para unidade do SUS que disponha dos recursos necessários a garantir a continuidade do atendimento.

Os deslocamentos cobertos são necessariamente:

– de hospital ou serviço de pronto atendimento vinculado ao SUS para hospital credenciado;
– de hospital ou serviço de pronto atendimento privado não credenciado para hospital credenciado;
– de hospital ou serviço de pronto atendimento credenciado para hospital credenciado, apenas quando caracterizada pelo médico assistente a falta de recursos para continuidade da atenção ao beneficiário na unidade de saúde de origem;
– de hospital ou serviço de pronto atendimento credenciado para hospital credenciado, quando necessária a realização de exames ou procedimentos para os quais a unidade de saúde de origem não esteja contratada.

Fique ligado no que diz o Regulamento!

– A Saúde BRB não cobre remoção do beneficiário de residência para unidade hospitalar.
– A remoção para outro estabelecimento de saúde sem recomendação médica ou prévia autorização da Saúde BRB será integralmente custeada pelo beneficiário.

UTI Móvel

O Plano A-1 cobre exclusivamente a remoção do paciente quando destinada ao deslocamento de uma unidade de saúde para outra.

Sim, o serviço é disponibilizado a todos os beneficiários, no DF e entorno, bem como no Estado do Rio de Janeiro.

O contrato prevê a cobertura nas seguintes localidades:

I – Áreas urbanas do Distrito Federal (Regiões Administrativas), inclusive em Condomínios Horizontais.

II – Cidades do Entorno do DF: Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás

III – Cidades do Estado do RJ: Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo e Baixada Fluminense.

– Cardiovasculares: parada cardiorrespiratória, infarto agudo do miocárdio, angina “pectoris”, edema agudo de pulmão, arritmias e acidente vascular cerebral;
– Respiratórios: insuficiência respiratória aguda, crise asmática;
– Neurológicos: síncope, convulsão, coma, comas metabólicos, politraumatismos graves, afogamentos, choques elétricos, intoxicações graves, anafilaxia e toda outra situação que comprometa severamente um ou mais sistemas vitais;
– Dores abdominais intensas, dores de cabeça súbitas e fortes e hipertemia, cólica nefrítica, cólica biliar, vômitos repetidos, ferimentos profundos ou múltiplos, tonturas intensas com perda súbita do equilíbrio ou sonolência, crises hipertensivas, quadros de hipertensão arterial, fraturas sem ruptura de pele ou perda de consciência, mas com dor intensa e dificuldade de locomoção, asma moderada com piora progressiva mesmo após administração dos medicamentos habituais e todo quadro clínico que requeira atendimento breve e se apresente com características patológicas que impossibilitem a ida até seu médico.

– Atendimento para investigação de sintomas gerais (tosse, febre, mal estar, etc.);
– Atendimento para controle de tratamento ambulatorial;
– Pacientes crônicos em tratamento continuado, sem agudização do processo;
– Casos psiquiátricos;
– Dores de dente;
– Enxaqueca;
– Amigdalite;
– Otite;
– Sinusite;
– Cólica menstrual;
– Alcoolismo crônico;
– Transporte para realização de exames.

Não serão atendidos ainda os pacientes que sofram de:

– DPOC: Deficiência Pulmonar Obstrutiva Crônica Aguda;
– Câncer em fase terminal, desde que o quadro clínico, ora descrito, seja identificado no momento da celebração do contrato;
– Sequelado de AVC (Acidente Vascular Cerebral), desde que o chamado seja oriundo do seu quadro clínico, podendo haver o atendimento por qualquer outro motivo, que não o discriminado;
– Todos aqueles que precisem de cuidados contínuos, ou seja, estejam submetidos à internação domiciliar (Home Care).

Os casos não cobertos poderão se beneficiar do serviço 24 horas de Orientação Médica Telefônica da UTI Móvel, que são informações importantes fornecidas aos beneficiários por Médico Regulador por telefone.

Nos casos de urgência e emergência, ligue imediatamente para a Vida UTI Móvel, pelo telefone (61)3248 3030, em Brasília. Você será atendido primeiramente por um médico que dará instruções e fará a classificação do atendimento. Procure manter a calma e siga as orientações desse médico regulador. No site http://www.utivida.com.br/, é possível encontrar um quadro explicativo do que fazer e do que não fazer até a chegada da ambulância.

Se estiver fora do DF, o beneficiário deverá consultar as empresas conveniadas nos sites:

– SIBEM – http://www.sibembrasil.com.br/

Empresas parceiras nas principais capitais brasileiras.