CUIDE-SE NO VERÃO E EM TODAS AS ESTAÇÕES

Prevenção do câncer de pele

O que é?

É uma doença provocada pelo aumento dos radicais livres, que danifica o DNA e leva ao crescimento anormal e desordenado das células que compõem a pele.

O câncer de pele, segundo o INCA, é o mais frequente na humanidade, e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país; porém, se for detectado precocemente, apresenta altos percentuais de cura.

Existem 3 tipos de câncer de pele:

Carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma maligno, que é o mais perigoso e aparece como uma pintinha escura que vai se deformando com o tempo. Pode ser fatal se não for identificado precocemente, pois pode se desenvolver rápido e atingir outros órgãos.

Os principais fatores de risco são:

– Exposição aos raios solares é a principal causa – 90% de todos os cânceres.
– Bronzeamento artificial.
– Pessoas com cabelos e olhos claros, com sardas, que se queimam com facilidade, têm duas a três vezes mais chances de desenvolver câncer de pele.
– Idade – A maioria dos cânceres de pele aparece em pessoas mais velhas; porém, a incidência vem aumentando em pessoas mais jovens, provavelmente pela exposição excessiva e sem proteção ao sol.

Onde pode surgir: 

Em regiões de maior exposição solar, como rosto, pescoço, orelhas e couro cabeludo, mas também pode surgir em outras partes do corpo.

 

Como se proteger: 

Utilizar protetor solar diariamente com fator de proteção adequado, especialmente durante as horas mais quentes do dia, usar chapéus, guarda-sóis, óculos escuros e não se expor ao sol nos horários mais perigosos (10h às 16h).

Autoexame:

Procure no corpo, sinais, pintas ou manchas que cocem, descamem, sangrem, que mudem de tamanho, forma ou cor, ou feridas que não cicatrizam em quatro semanas.

ABCD da transformação de uma pinta em melanoma:

 – Assimetria – uma metade diferente da outra
 – Bordas irregulares – contorno mal definido 
 – Cor variável – várias cores numa mesma lesão: preta, castanho, branca, avermelhada ou azul 
 – Diâmetro – maior que 6 mm

Como fazer o autoexame?

1) Em frente a um espelho, com os braços levantados, examine seu corpo de frente, de costas e os lados direito e esquerdo;
2) Dobre os cotovelos e observe cuidadosamente as mãos, antebraços, braços e axilas;
3) Examine as partes da frente, de trás e dos lados das pernas e região genital;
4) Sentado, examine a planta e o peito dos pés e os entre os dedos;
5) Com o auxílio de um espelho de mão e de uma escova ou secador de cabelos, examine o couro cabeludo, pescoço e orelhas;
6) Com auxílio do espelho de mão, examine as costas e as nádegas. 

ATENÇÃO!

Caso encontre sinais, pintas ou manchas suspeitas, procure orientação do profissional de saúde.

MUITA ATENÇÃO!!!

O sol não é nosso inimigo, pois é responsável por cerca de 90% da produção de vitamina D do nosso organismo.

Como assim, o Sol? 

Sim, o sol é fundamental para a saúde e o funcionamento do nosso corpo. Ele ativa a vitamina D em nossa pele, equilibrando as concentrações de cálcio e fósforo em nosso organismo, mantendo nossos ossos e músculos fortes, auxiliando o equilíbrio, evitando quedas e doenças como raquitismo e osteoporose.

É recomendada a exposição solar por períodos curtos (5 a 15 minutos) no inicio da manhã e ̸ ou ao final da tarde, 3 vezes por semana, sem protetor solar e sem barreiras como vidros de carros e roupas, para que os raios solares atinjam a pele.

Lembre-se:

No futuro,  sua pele e seu organismo vão continuar sofrendo as consequências do excesso ou da falta de sol que você tomar, ou não, nos dias de hoje!

Dra. Paula Cristina Moreira Couras da Silva
CRM-DF: 21706
Médica da Clínica Saúde BRB
Medica de Família e Comunidade – Geriatra – Sanitarista